segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Um Estudo em Vermelho

O livro, publicado em 1877, foi o primeiro que o autor escreveu. Tem esse nome porque toda a história ocorre na tentativa de se encontrar o assassino que escreveu com sangue na parede: “RACHE”.
O personagem Sherlock Holmes é famoso no mundo inteiro. Ele investiga e desvenda assassinatos que nem a policia consegue desvendar. Em Estudo em Vermelho Conan Doyle mostra o brilhante pensamento e inteligência do personagem. Ele tinha um grande senso de observação, percebia os detalhes e isso fez diferença para desvendar o caso.

No livro, Sherlock descobre o assassino e o motivo dos assassinatos: Jepferson Hope assassinou Debber e Stran Gerson, porque foram eles que mataram Lucy, sua amada, e seu pai. Jepferson cumpriu sua promessa de ir atrás dos assassinos. Depois de vinte anos, conseguiu um emprego como guia de carruagens, em Londres. Ao encontrar Debber, oferece a ele duas pílulas, uma envenenada e outra não. Debber escolheria uma para tomar e a outra Jepferson tomaria. Debber tomou a envenenada e morreu. Com isso Jepferson ficou nervoso e seu nariz começou a sangrar e com seu sangue escreveu RACHE na parede.
O plano dele era matar Stran Gerson da mesma maneira que matou Debber. Mas ao oferecer a pílula e contar tudo o que tinha acontecido com Debber, Stran perdeu o controle e atacou Jepferson que o matou com facadas. Todos os investigadores pensavam que o assassino se tratava de um serial killer, Sherlock foi o único que suspeitou do guia de carruagens, Jepferson.

O romance policial prende os leitores, pois durante todo o livro o assassino não é revelado. Tem uma linguagem fácil de entender, quando estamos lendo imaginamos as situações e os personagens. 



Fonte: Libertas 5b

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar.