domingo, 9 de setembro de 2012

Confortavelmente Entorpecida

Fridda corria pelas ruas mal iluminadas da cidade.Seus pulmões doíam de tanto tentar respirar,mas não conseguia .Corria porque tinha medo de perder sua vida.Mas perdê-la de que?
Quanto mais corria,sentia que algo estava perseguindo,olhava para trás e não via nada,só uma imensa escuridão se aproximando,como se quisesse abduz-la para algum lugar.
Fridda tropeçou,mas continuou a correr correndo,e de repente ouviu um som e uma trombeta  soando a todo momento,e um barulho de um mar.Não havia nenhum mar por ali,mas sim muros de tijolos laranja,que lembravam muito sua casa.E quanto mais corria,mais pensava em sua casa e aonde ela estava?E de como nunca mais ido para lá.
Um homem a vê correndo e acaba se surpreendendo-se com tudo.
-Ei você!Você mesma que esta correndo!Pare logo - gritou ele apontando para Fridda.Esta até pensou em parar,mas viu que seu medo aumentava mais só de olhar para aquele homem.Olhou mais uma vez para trás e percebeu que a escuridão se aproximava mais e mais,e já havia consumido aquele homem.Com mais medo ainda,voltou a correr.
Ouviu mais uma vez o barulho do mar e,começou a sentir um cheiro forte de cigarro.Distraída e ainda correndo,tropeçou e caiu.A escuridão se aproximava cada vez mais,seu coração estava batendo forte demais,que acabava doendo e ela desejava sua casa de volta.
-Não!Não... - gritou ela enquanto a escuridão se aproximava.
-NÃO!......
A escuridão a consumiu,mas ela sentia ainda seu corpo,dolorido e quebrado.
-Tudo bem ,enjeitem mais uma vez,parece que ela esta acordando - disse uma voz calma de um homem -Ah,olá Fridda,como vai?
-A-onde estou?-perguntou ela atordoada.
-Presumo que você esteja bem.Você sofreu um acidente de carro,você bateu ele numa árvore, e estava em coma - respondeu ele calmamente.
-Em coma?
-Sim,em coma.Alias,foi eu que a salvou.Eu me chamo Carl e sou médico,e você está num hospital.
-Hospital?- Fridda olhou e viu que estava num lugar imaculadamente branco e seus dedos estão cheios de pequenos fios que se ligavam a tubos.
-Sim,um hospital e você esta confortavelmente entorpecida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar.