sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Selo (:


Olá formas de vidas baseadas em carbono,como você estão?Eu presumo que estejam todos bem.Eu também estou bem se vocês querem saber.
Ganhei este maravilhoso selo da Patrícia, do Complicated Imperfect,um blog que eu adoro ler!Fiquei muito feliz ao receber a indicação,rs. Obrigada :3

E com o selo veio algumas regras,e aqui vamos a elas:

1- Nomear 15 blogs (pode ser  só esses aqui ?):

2- Avisar as pessoas que nomeou

3 - Agradecer o blog que te nomeou 
OBRIGADO!

4 - Adicionar o post ao blog
Bem,estamos aqui não é?rs

5 - Adicionar 7 coisas que você gosta
-Música
-Cinema
-Livros
-Café
-Estudar (sou nerd LOL)
-Fotografia
-Internet 

Até a próxima.





quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Sempre Acreditando em Arthur

E aqui estou eu,ainda acreditando em Arthur,pois acreditem,ele é uma das poucas pessoas em que consigo apoiar,e Ray Davies também.
Depois de tanto tempo na Austrália,o cara consegui se acostumar com tudo,lá é o seu paraíso e minguém pode contestar.Até parou de acreditar em Victoria,que foi sua rainha a muito tempo atrás,antes demesmo de ele ir para 2º Guerra.



"Arthur we like you and want to help you 
Oh! we love you and want to help you "


domingo, 21 de outubro de 2012

Tic-Tac

-Ei garota dos óculos vermelhos antigos!
-O que foi?
-Não tem nada melhor pra fazer?
-Talvez eu tenha.Por que?
-Então vá e faça algo,não mate  tempo com coisas estúpidas.
-Tipo?
-O seus medos e outras coisas.
-Ã?
-É isso mesmo!Pare de ler e cria um mundo melhor nessa sua cabecinha perturbada e solitária.
-Eu me perdi.
-Tome este relógio,eu sei que você adora o tempo,só não o deixa aborrecedor.E também,volte a ser Moriarty,o mundo agradece.
-Eu ainda sou o Moriarty,ou a morsa,eu não sei bem.
-Não você é Moriarty,inimigo de Sherlock Holmes,não a morsa,nem o Ziggy,nem ninguém,no máximo a Anastacia,e só.
-Entendo.
-Agora seja feliz por favor!Keith Moon e o cara que cria muros agradece.
Meio-Dia,mostra o relógio.


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Bang Bang Shoot Shoot

-Eu não matei ele - disse a tola Mariana,tentando explicar algo que não fez,a alguém totalmente desconhecido que deveria conhecer,mas mesmo assim ela se recusa.
-Matou ele sim senhorita - disse ao policial,um pouco estressado tentando encontrar um pouco de calma em sua vida - veja suas mãos,por favor.
-Estão ensanguentadas.
-Tudo resolvido,foi você.
-Não foi.
-Comprove,então.
-Isso aqui não é C.S.I.
-Digamos que seja sim,minha cara.
-Pare de falar como Sherlock Holmes.
-E se eu for Sherlock Holmes:?
-Eu seria Moriarty.
-Confirma a morte deste homem?
-Sim,mas não fui eu.
-Foi você Moriarty,pode conversar.
-Que modos são esses Sherlock!Eu sou a Mariana,não prestou atenção?
-Moriarty,não confunda meu cérebro!
-Você sabe como eu amo fazer isso,não é Holmes?
-Acho que vou caminhar.
-Não vai mesmo!Irei prende-lo neste instante...
"Bang Bang Shoot Shoot..."
-Holmes me ajude!Alguém foi baleado!"
-O que você fez a John?
-Nada!Veja você mesmo.
John corria com as mãos ensanguentadas,até Sherlock.
-Atiraram em Lestrade.
-Te vejo mais tarde,Sherlock.
-Volte aqui Mariana!
-Eu não sou a Mariana,e sim Moriarty.
Sherlock caminha até Lestrade ferido,enquanto Moriarty/Mariana,continua a caminhar.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Contradições

Teus olhos se fecham.
Tua boca se abre.
E teus olhos descobrem a realidade,
Sob alguns aspectos
E tantas outras formalidades
Salpicadas pela certeza e a razão
De um coração,
Que se contradiz com a solidão.

domingo, 14 de outubro de 2012

Disfarce

Disfarço minha insegurança ,cobrindo meu rosto com uma máscara antiga chamada "Felicidade",geralmente usada por mim em vários bailes dessa vida,pelo qual eu vivo participando,com um certo receio de mostrar o meu "eu" verdadeiro.
Esse tal "eu" verdadeiro é só mais um ser humano confuso,solitário chamado Mariana,que descobriu que existe um adorável monstrinho dentro de seu coração gelado,pronto para fugir e mostrar o quão ruim este é.E ele só esta preso porque,uns caras chamados Beatles domaram ele,antes que algum de ruim acontecesse com o mundo.
E assim estou disfarçando minha vida,do caos total.

sábado, 13 de outubro de 2012

O Doutor,O Detetive e o Espião.

O título  lembra bastante um livro de C.S Lewis,"O Leão,A Feiticeira e o Guarda-Roupa",um de meus filmes favoritos que me fazem imaginar um mundo tão belo,e que me dão uma grande vontade de chorar .Mas este post não é sobre C.S. Lewis e seus personagens,mas sim sobre alguns personagens pelo qual estão fazendo a minha mente surtar de tantas idéias,e todos eles são britânicos como o C.S. Lewis e seu personagens.São eles: o Doutor,o Sherlock Holmes,John Watson e James Bond,o 007.


Finalmente eu consegui,depois de algum tempo de espera (e um amigo que fez a caridade de baixar para mim),assistir a sétima temporada de Doctor Who,que por sinal,esta excelente e estou cheia de vontade de dar uns spoilers,mas para a minha tristeza não irei dar spoilers.



Nesses tempos eu li,o "Jovem Sherlock Holmes",que fez minha mente borbulhar de idéias sobre ele,e depois que eu vi a série,eu me apaixonei mais ainda por Sherlock e pelo Watson.Uma pena que a temporadas só tenham só 3 episódios cada.


E por fim,James Bond (ahhhh o 007) .Virei Bond Girl,depois de ver o trailer de Skyfall,o novo filme de 007,que saíra no dia 26 desse mês,e eu como uma bond girl apaixonada,irei ver o filme (risos),já que nesse meio tempo,comecei a escrever uma história sobre ele,que no caso até sobre até um bloqueio,triste isso.

E assim passo meus dias pensando em personagens britânicos,criando histórias imaginárias para eles,para fugir da realidade.




sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Um Feliz Dia das Crianças



E nesse dia das crianças,como eu estava sem idéias para escrever aqui,eu resolvi porstar 2 fotos minhas de quand eu era criaça e uma quando eu tinha 4 anos,uma doce época em que minha principal preocupação era soemnente brincar e ver desenhos.
Feliz Dia das Crianças,crianças que são adultos e adultos que são crianças.


quinta-feira, 11 de outubro de 2012

I'm wishing my life away.


Sei que essa homenagem era para ser postada na terça-feira,dia 09,dia do aniversário de John Entwistle ,mas eu fiquei sem idéias para escrever um conto,como escrevi em homenagem ao Lennon,que também faz aniversário no dia 09.
Mas o que eu posso dizer sobre este John?Que o sorriso dele é maravilhoso,suas letras são uma grande inspiração em minha vida e,eu amo de paixão aqueles solos de baixo,e muitas outras coisas
Feliz aniversário John Entwistle,obrigado por ser uma parte de mim,só que melhor.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Lovely Rita



Entrei naquela sala,olhei para aquelas pessoas que conversavam,fumavam e pensavam sobre o nada.Por um momento,todos me olham por um instante,mas me esquecem,como um lapso de memória que se vai e jamais volta.Droga porque eu estou falando de memória?Voltemos a realidade.
Olhei mais uma vez para o local,e não o encontrei.Meu pequeno caderno estava quase molhado de tanto que minhas minhas mãos suavam.Sequei-as em minha saia vermelha,arrumei minha camisa azul e arrumei minha boina.Respirei fundo e consegui encontra-lo.
-Sr. Lennon? - perguntei,enquanto tentava engolir meu coração que saia pela minha boca,fazia alguns anos que eu não o via.
-Sim.. disse ele se virando para ver com que falava com ele - Ah sim!É você!Faz muito tempo que eu naõ a vejo!Você cresceu demais! - ele se levantou,beijou minha testa e me abraçou. - May,esta é a minha pequena Rita,que veio me entrevistar a pedido de um jornal de Nova York.
-Olá - disse eu enquanto tentava manter a calma.
-Olá - respondeu May um pouco feliz em me ver - quer beber algo?Um café?Um chá?Um uísque?Posso conseguir o que você quiser.
-Um café,se não for incomodar muito - respondi.
-Eu já venho - disse ela e saiu.
-Então,vamos começar essa entrevista? - perguntou John enquanto acendia um cigarro e me oferecia um,aceitei-o e abri meu caderno.
-Essa entrevista é mais pra você falar de si mesmo,tudo bem?
-Vamos lá!
E com uma alegria louca começamos aquela entrevista.
"The Beatles" - Um passado um pouco nem tão distante que no qual eu era morsa e vivia de olhos fechados.
"Paul McCartney" - Companheiro meu daquela banda,daqueles caras de ternos e cabelos todos iguais,que brigou comigo.
"Música" - Aquela estranha parte de minha vida que me salvou do mundo.
"Yoko" - Não quero falar sobre ela.
"Vida" - Essa coisa de louco pela qual vivemos todos os dias.
"Aquilo que te deixa feliz" - Tudo,desde o nascer do sol,até a noite mais solitária.
"Aquilo que te deixa triste" - Gueras,tristezas,mortes,tudo esse caos que vemos hoje.
"Saudades de alguém" - Tia Mimi,ela faz muita falta aqui.
"Lennon por Lennon" - Aquele cara míope,que esta perdido por aí.
Ao final dessa entrevista,John me beijou calmamente,e me fez me lembrar de meu primeiro encontro que tive com ele,quando eu tinha 15 anos,á 8 anos atrás,e de como pai,um jornalista que se sentiu muito honrado por eu ter seguido seus passos,se tornou amigo de Lennon e conseguiu que eu desse um tímido "Oi" e para que eu pudesse falar um pouco com ele.Conversamos sobre tudo e depois ele me abraçou e beijou minha testa.E começamos a nos corresponder e ele sempre me chamava de minha adorável Rita.Deve ser daí que Paul criou aquela música,"Lovely Rita".
Quando ele parou de me beijar,May estava a caminho com o meu café.Ela sorria e me sentia como uma garota apaixonada,com seu primeiro beijo.Conversei mais um pouco com John e May sobre a vida que eles levavam juntos e incluí isso na matéria também.
Me levantei e disse que estava na hora de ir embora.May me deu tchau e me deu pequeno abraço.Já John me deu outro abraço forte e outro beijo em minha testa.
-Adeus minha adorável Rita,eu a amo,e continue jogando os jogos da mente por mim - sussurrou ele em meu ouvido.
-Adeus John.

Quando voltei para meu hotel,coloquei meu Mind Games no toca disco e comecei a cantar "We're playing those mind games together...",.
Como se fosse um sonho,aquilo aconteceu,e eu ainda não acreditava naquilo.Comecei a chorar no meio da música,porque senti que nunca mais iria vê-lo.
E eu estava certa,seria a última vez que o veria.




segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Joy Division

Hoje eu venho trazer uma banda que nos últimos tempos eu me apaixonei,o Joy Division.


Joy Division foi uma banda de  formada no ano de 1976, em Manchester, Inglaterra. As atividades da banda encerraram em 18 de maio de 1980 após o suicídio do vocalista e guitarrista ocasional, Ian Curtis. Tinha também como integrantes Bernard SumnerPeter Hook e Stephen Morris, que, após o término da banda, formaram o New Order.
Com uma forte influência na cultura  de 1977 misturado com conceitos artísticos, Joy Divison foi uma banda que caracterizava-se por densas melodias, e uma tendência para a depressão e a claustrofobia.
Mesmo que as músicas deles tratarem de temas como o pessimismo e outras coisas tristes,eu me identifiquei bastante com as letras deles,porque talvez eu seja um pouco como eles, principalmente com Ian Curtis,que  acabou virando meu amor.
E minhas músicas favoritas deles são essas:















Até a próxima.



domingo, 7 de outubro de 2012

Todas Aquelas Incertezas


Eu sou uma dessas pessoas que é cheia de incertezas na vida.Isso é terrível porque eu nunca me decido do que eu quero de minha vida.Daí tudo o que eu faço é tentar contornar toda a situação que criei,a partir de uma decisão mal tomada em minha vida.
Existem momentos que a minha indecisão é uma coisa adorável de se ver.Sim,por mais que isso seja esquisito.Ela só fica adorável na hora de comprar algo e isso deixa a minha família com muita raiva e eu fico rindo de tudo.Eu avisei que era esquisito.(Risos).
Também teve a incerteza de escolher a imagem que iria ter nesse post,que nem foi tão difícil de se escolher,ou título,que eu estava até que afim de usar algo do tipo,em algum texto meu.
Mas de todas as certezas que mostradas neste post,a pior de todas que ficou de fora,ou escondida,ou eu não quis mostrar a vocês é a minha vida.

Watching The Wheels - John Lennon



Eu poderia escrever um desses posts explicando as razões de como "Watching The Wheels" do John Lennon,foi gravada e composta.Eu realmente poderia,mas eu estou pensando em realmente fazer isso,mas só que no Ticket To Ride,meu blog sobre os Beatles.
Eu me sinto tão bem escrevendo sobre o Ringo e sobre o John,pois com eles dois eu consigo meio que desabafar.Aí alguém pergunta "E o George e Paul?",sim com eles eu consigo desabafar,mas não tanto quanto com Ringo e John.
E essa música (Ah essa música!),me traz tantas recordações!Ela já me chorar,já me fez pensar sobre a minha vida,me fez ainda amar mais o John.
Espero que vocês gostem,até mais.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

OJovem Sherlock Holmes: Nuvem da Morte

Depois da reunião de pais da minha escola,meu tio me deu dois livros de presente por ter tirado boas notas.Um desses livros foram : "O Jovem Sherlock Holmes",de Andrew Lane,que também já foi roteirista de Doctor Who e de Torchwood.Mesmo que eu ganhei este livro em maio,eu só fui lê-lo de verdade mês passado (tinha milhares de livros para ler antes dele,e meu tio sempre me perguntava se eu tinha lido ele,e quando eu li,ele ficou muito feliz com isso).E eu terminei de  ler na quarta-feira a noite,e só postei agora porque eu estava com muita preguiça (risos).

Sinopse:"Você acha que o conhece?Pense duas vezes.
Dois cadáveres.Um herói extraordinário.A origem de um lenda.

Sherlock Holmes tem apenas catorze anos,quando,ao caminhar por um bosque,descobre um cádaver.Trata-se de um homem.Está coberto de pústulas.É então que Holmes começa uma nova vida.Sua mente destemida e a sede de aventuras conduzem-no por uma jornada capaz de deixar qualquer um sem fôlego: da tranquilidade da vida no campo ao submundo das docas londrinas,enfrentando fogo,espionagem e sequestros,até o cerne de uma aterrorizante trama que poderá mudar o futuro da Grâ-Bretanha.
O jovem Sherlock Holmes precisará valer-se de toda a coragem, a determinação e a força que puder reunir para derrotar um inimigotão requintadamente cruel."

Foi um dos livros que eu simplesmente amei ter lido e estou doida para ler a continuação da série que se chama: "Parasita Vermelho".
Até a próxima.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Um Agradecimento Muito Especial

Eu gostaria de agradecer a minha querida amiga  doida que vive comigo na dorgas forever   Joice N.do My Little World   (isso tá parecendo o Oscar,mas tudo bem) por ter feito o designer do blog!Que esta de cara nova,mas retro e fofinho do que nunca,mais precisamento do jeitinho que eu gosto.Ela simplesmente fez um trabalho incrível aqui!Porque eu sempre mudava o designer daqui,quase todos os dias e quase nunca ele ficava do jeito que eu queria,mas agora ele esta tão lindo que estou sem palavras para descrever o quão lindo ele esta!
O que me resta dizer é obrigado Joy por ter feito tudo aqui no blog!Te adoro pra caramba!

Até mais pessoas.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

O pôr-do-sol de Waterloo


O outono acabava de começar,e trazia a Londres um desses ares de preguiça,daqueles em que poucas pessoas aventuram a sair de casa,mas saem e vivem suas vidas.
Era um dia frio,mas havia um pouco do sol,fazendo com que seus raios se esquivavam timidamente das nuvens.
Um jovem chamado Ray Davies,foi um dos poucos jovens que resolvera sair de casa naquele dia frio.Saiu de seu quente e calmo apartamento para dar uma volta para Londres,para ver se tinha alguma ideia para escrever alguma canção para seu próximo disco do The Kinks .Foi para uma praça que ficava perto da estação de Waterloo,um de seus lugares favoritos.Levava consigo um pequeno caderno e uma caneta para anotar qualquer ideia que tivesse para alguma canção.
Já tinha escrito alguns versos sobre um almanaque de outono,um lembrança de um livro que costumava ler quando pequeno,sobre chás da tarde,outra grande paixão de sua vida e a história sobre a vida de um homem chamado Harry.
Mas Ray sentia que ainda faltava escrever algo,mas não conseguia pensar em nada para escrever.Acendeu um cigarro e começou a tentar a pensar em algo, e tudo o que vinha em sua mente naquele momento era: "Eu estou no paraíso".Mergulhou mais uma vez em seus pensamentos e esqueceu do mundo que estava ao seu redor. e acabou nem notando que um homem havia se sentado ao seu lado.
-Sabe meu jovem - disse o homem tirando Ray do mundo de seus pensamentos - o  pôr-do-sol daqui é o mais lindo do mundo.
-É mesmo ? - perguntou Ray tentando demonstrar algum interesse naquilo que aquele homem estava dizendo.
-Sim,havia até um casal que costumava vir pra cá para se encontrar e ver esse maravilhoso pôr-do-sol,se não me engano - o homem fez uma pausa,colocou sua mão direita em sua boca,para ver se conseguia lembrar do nome do casal - se não me engano eles se chamavam Terry e Julie.
Ouvindo tudo isso,Ray teve um súbito de inspiração para compor a última música que faltava para o disco.
-Mas eu nunca gostei de vir para cá nos horários de pico,em que milhares de pessoas entram e saem dessa estação,sempre preferi ver tudo de minha janela,que fica logo ali -ele apontou para um prédio que ficava do outro lado do parque - esse pôr-do-sol sempre me deixou felliz
-Aqui é o paraíso -  murmurou Ray.O homem sorriu e balançou a cabeça em um sinal de sim.
-Aqui realmente é o paraíso - consentiu.
Por um momento os dois ficaram observando os raios de sol passarem timidamente pelas árvores.
-Eu acho que já vi você em algum lugar?- perguntou  o homem olhando fixamente - você não é daquela banda...The Beatles?Não é?
-Acho que sim - disse Ray rindo.
-Pode  me dar seu autógrafo?
-Sim claro - disse Ray pegando  uma folha de seu caderno e escrevendo "Ray Davies,The Kinks".
-Obrigado e até logo - disse o homem acenando para Ray
-Até.
Ele ficou ali por mais alguns minutos escrevendo  a música que recebeu o adorável nome de "Waterloo Sunset",em homenagem aquela tarde.Pouco depois Ray tomou um taxi e foi embora para seu apartamento,onde depois compôs as melodias da música e telefonou para seu irmão.
-Alô Dave?Lembra daquela música que faltava compor?Eu a compus e amanhã gravamos ela!