domingo, 11 de novembro de 2012

[...]

Uma vida em páginas a serem escritas por um escritor sedado de cafeína,numa máquina de datilografar antiga,pouca tinta,dada a ele num Natal,por um de seus tios,que gostara bastante de seus textos.Acabou usando de papeis amarelados guardados num velho armário para o uso de sua impressora,que jamais ninguém havia se lembrado de se usar.
Ao fundo tocava "Wonderful Tonight",do Eric Clapton,que regia cada letra teclada por este jovem escritor,cheio de esperanças sobre o mundo que criara e a personagem que dava vida.
Chamou sua personagem de Mariana.Ela era quieta,alta,míope e fã de Eric Clapton,um pequeno resquício da música que escutara.Vivia num mundo,esperando dias mais felizes e um simplório encontro com Clapton.(realmente nosso escritor foi embalado pela música!).
Ele dormiu e sonhou,acordou e escreveu:
"Mariana foi pro mar".


Um comentário:

  1. Sabe, eu me sinto muito como você às vezes. Às vezes eu me embalo numa música, num verso, numa frase, e quando vejo estou perdida. E quando, me perco nessas, demoro anos para voltas (pelo menos na minha cabeça).
    Selo pra ti lá no blog :) http://complicatedimperfect.blogspot.com.br/2012/11/selo.html

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para comentar.