domingo, 23 de dezembro de 2012

Ossos


-Seus ossos são fortes – disse ele enquanto tomava um gole de café –você consegue aguentar bem a vida.
-Ossos? –perguntou ela sem entender aquilo que ele falava.
-Sim,ossos – respondeu ele –as coisas que você tem dentro de você,que dão sustentação para o seu corpo,eles não são de vidro ou são?
-Não –respondeu ela,ainda confusa –creio eu,que eles sejam feitos de cálcio e outras coisas.
-Como eu previa – respondeu ele calmamente,enquanto segurava sua xícara de café pronto para beber mais um pouco de café.
-Mas por que estamos falando de ossos? –perguntou ela.
-Simples –respondeu ele tomando um gole de café –porque você esta com medo de algo.
-Medo?!Medo de que? –perguntou ela incrédula com tal resposta.
-De si mesma.
-Eu não consigo entender,como alguém pode ter medo de si próprio?
-Não faço a mínima ideia,mas o fato é que tem algo acontecendo em sua vida que você precisa urgente resolver.
-Mas não há nada que esteja me preocupando neste momento.
-Entendo,Leila –responde ele revirando os olhos –é aquele espelho não é?
-É só um espelho comum,Arthur –respondeu Leila.
-Que não da para ver reflexo algum!Aquilo realmente me assusta.
-É só um espelho,que mal ele pode ter?
-Todos.Porque só você vê seu reflexo.

***

Ela voltou para o seu apartamento,com aquele pensamento que havia acontecendo naquele lugar,temendo que aquilo pudesse ser algo ruim,mas para se alegrar pensou que seria um rato ou algo desse tipo e assim ela determinada a de descobrir o que estava acontecendo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar.