sábado, 27 de abril de 2013

Eu Juro Solenemente Não Sumir Daqui

(Por aqui)


Esses tempos,eu realmente dei uma sumida aqui do Blog,não porque eu quis,mas porque eu estou LOTADA de coisas pra fazer (leia-se: tentando estudar pro Vestibular,sem me frustar ou ficar maluca,que não é difícil de acontecer).Mas enfim,mesmo lotada de coisas para fazer,nunca me esqueci do Almanaque!Sempre que eu não estava pensando nas coisas da escola,estava pensando nele,tendo ideias para posts,histórias e outras coisa muito malucas que só tem um blog sabe como é!Ou não.
Mas eu não sumi totalmente,estive sempre entrando aqui no blog,vendo se alguém comentou/segui/leu algum post,só não escrevi muito aqui (sorry).Mas escrevi em dois outros blogs meus,o Metamorfose e o Summer 68,esse último que criei faz um tempinho pra postar fotos que eu tiro com o meu celular,já que não tenho uma câmera fotográfica (vida de pobre é horrível), e esqueci de contar que eu criei ele e mas agora,contei :).
E ultimamente aconteceram tantas coisas em minha vida que tenho vontade de contar a vocês,mas estou sem ideias (maldito bloqueio criativo!),que quando as tenho estou fazendo prova :/.Mas uma hora ou outra,eu as coloco aqui no blog.

Enfim,prometo não sumir,tentarei postar mais,mesmo que seja um paragrafo ou uma foto,uma música,que seja,mas tentarei não sumir daqui.Até mais!

P.S= Eu não fui a GOTSP,buábuábuá.Quem é fã de Guerra dos Tronos e não foi na exposição compartilha essa dor comigo!



terça-feira, 23 de abril de 2013

Livro: O Mar de Monstros


Hoje é Dia do Internacional do Livro!Um dia tão importante,pelo menos para mim,que sou uma bookaholic!E para comemorar este dia,trago a vocês a resenha do Mar de Monstros,a continuação do Ladrão de Raios,da série Percy Jackson & Os Olimpianos,escrita por Rick Riordan.


"O modo como ele disse meu nome me deu um frio na espinha.Ninguém me chamava de Perseu,a não ser aqueles que conheciam minha verdadeira identidade".
Sinopse:O ano de Percy Jackson foi surpreendentemente calmo.Nenhum monstro que colocasse os pés no campus de sua escola,nenhum acidente esquisito,nenhuma briga em sala de aula de aula.Mas quando um inocente jogo de queimado entre eles e seus colegas torna-se uma disputa mortal contra uma tenebrosa gangue de gigantes canibais,as coisas ficam digamos,feias.E a inesperada chegada de sua amiga Annabeth traz outras más notícias: as fronteiras mágicas que protegem o Acampamento Meio-Sangue foram envenenadas por um inimigo misterioso,e,a menos que um antídoto seja encontrado,o único porto seguro dos semideuses será destruídos.
Nesta vibrante e divertidíssima continuação da série iniciada com O Ladrão de Raios,Percy e seus amigos precisam se aventurar no Mar de Monstros para salvar o acampamento dos meios-sangues.Antes,porém,nosso herói entrará em confronto com um mistério atordoante sobre sua família - algo que fará questionar se ser filho de Poseidon é uma honra ou uma terrível maldição.


O livro segue o mesmo ritmo do primeiro,ele consegue te prender até o final,e este livro da saga é basicamente uma releitura da Odisseia de Ulisses,adaptada aos dias de hoje.Este capítulo da foto,"Clarisse Detona Tudo",foi pra mim,um dos mais legais que teve,esse e a estada no Percy no spa da Circe ~spoilers haha~.Outra parte bacana é quando o Percy encontra Hermes,antes de ir partir para sua missão,que também foi mostrado no trailer do filme,que será lançado em agosto nos cinemas (que na minha opinião não se parece com o filme,como sempre).E por fim uma das falas que eu mais ri foi a do Tyson,que ficava falando "Pônei!" toda vez que via o Quíron ou um centauro.


*-*

E espero que tenham gostado da resenha!E um feliz dia do livro a todos vocês!Tchau.

domingo, 21 de abril de 2013

Pictures Of Lily - Capítulo 8

Marie tentava equilibrar o copo de brandy enquanto conversava com Dorathy,a namorada de Ray Manzarek e com Molly,a namorada de John Densmore.Suas gargalhadas podiam ser ouvidas do outro lado da sala,quando a música estava baixa,mas o som das outras vozes abafavam mais ainda a conversa delas.
-Você sabe que acabou de comprar briga com aqueles ingleses,não sabe? - disse Ray sentando-se ao lado de Jim Morrison no sofá perto das garotas.
-Ah que se dane aquele loiro desgraçado - disse Jim acendendo um cigarro - eu quero mais é ficar com ela,e que se dane o resto.
-Mas ela ainda ama ele - disse Ray.
-Por pouco tempo - respondeu Jim.Marie olhou para ele e sorriu,e Jim retribuiu o sorriso e lhe mandou um pequeno beijo,ela corou e soltou um risinho - amanhã,eu e Marie,seremos um só.

***
Roger estava inconsolável.Queria chorar,mas não conseguia,queria xingar alguém mas não conseguia.Seus amigos queriam matá-lo,por ter fido aquilo com Marie,mas não fora sua culpa.
Por que ninguém culpa a Belle,pensou ele,Foi tudo culpa dela!Por que ninguém consegue entender?Por que?Por que?Ah Marie como eu queria você aqui!
Pete se sentou ao seu lado no balcão do bar do hotel,pediu um copo de uísque,o mesmo que o Roger estava bebendo e olhou com um certo olhar de repulsa para este.
-O que é agora? - perguntou Roger rispidamente - vai me crucificar de novo?
-Não,eu desisti de fazer isso - respondeu Pete,dando um gole no uísque - estou tentando entender tudo o que aconteceu.
-É isso que estou me perguntando neste momento -respondeu Roger.
-Vai tentar reconquistar Marie? - perguntou Pete.
-Vou tentar - respondeu Roger - depois do que ela viu,talvez nem queira voltar comigo mais.
-Quer ajuda? - perguntou Pete novamente.Aquilo surpreendeu Roger,pois este esperava que ele fosse o último a lhe ajudar.
-Sim é claro - disse Roger com um sorriso radiante.
-Ótimo! - disse Pete tomando todo o uísque e se levantando e saindo - estou cansado de ouvir o Keith te chamando de canalha.Até amanhã,Daltrey.
***
Alice foi para casa estressada,uma parte de si queria matar Belle por ter arrumado tanta confusão,a outra desejava que tudo aquilo acabasse o mais rápido o possível.Quando chegou em seu apartamento,encontrou seu namorado,Mike Nesmith estirado no sofá vento t.v. e quase adormecendo.
-Olá meu bem - disse Alice a Mike,o acordando.Ele se levantou e abraçou e roubou-lhe um beijo. - você não teve gravação hoje?
-Hoje não - respondendo Mike sorrindo. - Ah,olá Belle.
-Oi Mike - disse Belle num tom um pouco envergonhada.
-Aconteceu alguma coisa no show? - perguntou Mike ao ver o clima tenso na sala.
-Depois eu te conto - respondeu Alice indo a cozinha beber um pouco d'água - Belle vai passar a noite aqui conosco,tudo bem pra você?
-Tudo bem - respondeu Mike,indo até a cozinha conversar com Alice.- o que ela fez?
-Ela beijou o Daltrey na frente da namorada dele - respondeu Alice num tom frio - foi isso o que aconteceu.Meu chefe viu e quase me matou por isso!Estou com medo...
-Calma - disse ele a abraçando e beijando seus cabelos - vai dar tudo certo,não a culpe por tê-lo beijado,ela esta apaixonada por ele,não vê?Foi quase a mesma coisa quando nos apaixonamos.
Aquilo fez com que Alice se lembrasse de como conheceu Mike,junto com sua banda,os Monkees,quando estivera em Los Angeles,ajudando seu chefe com o futuro programa que os Monkees estrelariam.Quando se viram,foi amor a primeira vista,demoraram alguns dias para se falar,mas ele a levou uma ou duas vezes ao cinema e depois ele disse que havia terminado com sua namorada que vivia na Inglaterra,somente para ficar com Alice.Grandes lembranças na vida dela.
-Leve uma coca-cola e converse um pouco com ela - disse Mike -pergunte como ela esta,se esta bem ou não,esse tipo de coisa.
Mike deu um pequeno beijo em sua testa e sorriu.
-Vou para o quarto - disse ele - te espero lá.Boa noite,Belle.
-Boa noite,Mike - respondeu Belle triste.
Alice foi até a geladeira e pegou uma garrafa de coca,pegou-a e foi até o sofá e sentou ao lado de Belle,que chorava bem baixinho.
-Desculpe eu ter estragado tudo - disse Belle limpando suas lágrimas - eu só beijei ele,que mal há num beijo?
-Eu não sei - respondeu Alice - mas por favor,acalma-se.
Ela abraçou Belle,e esta parou de chorar.
-Vai dar tudo certo - disse Alice - vai dar tudo certo,amanhã ninguém vai se lembrar disso.
***
-Alô John? - disse Marie.
-Marie?Ah oi,como você esta?Não te vi aqui no hotel - respondeu John.
-É que eu estou numa festa - respondeu Marie - posso falar com a Anastacia?
-Claro - respondeu ele - telefone pra você meu bem,é a Marie.
-Ah olá Marie - disse Anastacia pegando o telefone - aonde você está?Roger esta te procurando feito um louco!
-Bem,eu estou numa festa com o Jim Morrison e fale a aquele canalha que eu não vou voltar para o hotel hoje,tenho um pouco de dinheiro e procurarei outro para passar a noite - disse Marie um pouco brava.
-Não acha isso um pouco precipitado? - perguntou Anastacia.
-Sim,mas não quero ver o Roger agora - respondeu Marie um pouco triste - não agora,quero que ele pense nas atitudes que ele tomou.
-Entendo - respondeu Anastacia - esta mais calma?
-Um pouco - disse Marie um pouco triste - só estou tentando me acalmar.Vou desligar Ana,eu ligo para você avisando onde estou,muito obrigada minha amiga,até mais.
-Não tem de que e cuide-se - acrescentou Anastacia - um beijo e tchau.
Ana desligou o telefone e viu que John a olhava com curiosidade.
-Você quer saber onde ela esta? - perguntou ela.
-Sim - respondeu ele.
-Numa festa com o Morrison - respondeu ela.
-Roger vai ficar puto da vida quando descobrir isso - disse ele.
-É - falou ela num tom irritado - vai ser eu que vai contar essa maravilhosa notícia para ele.
-Não quer que eu conte? - perguntou ele,quando ela estava quase saindo do quarto.
-Não,só fique na porta,caso ele se exalte - respondeu ela.
Anastacia saiu do quarto onde dividia com John e foi ao quarto que ficava ao frente do seu,bateu na porta,chamou por Roger uma,duas,três vezes,mas este não apareceu,chamou a quarta vez,e este apareceu,um pouco embriagado e com os olhos bem vermelhos,de quem havia chorado demais.
-Roger eu não tenho uma boa notícia para lhe dar - falou Anastacia - Marie não vai voltar para o hotel.
-Como assim?! - gritou Roger,assustando Ana - ela ainda esta com aquele Morrison?
-Er...sim - respondeu Ana - ela esta procurando outro hotel agora,para passar a noite.
-Ela não pode passar a noite em outro hotel! - gritou Roger.
-Dê um tempo a ele Roger - disse John tentando acalma-lo. - depois do que aconteceu,ela só quer ficar só.
-A sós com o Morrison? - ele começou a chorar e entrou em seu quarto,e bateu a porta na cara de Anastacia.
-Venha meu bem,ele não merece nossa atenção - John enlaçou seu braço na cintura dela e a  levou para dentro de seu quarto.
***
Roger chorava feito uma criança.Aquilo para ele,significava que estava fraco e ele nunca se sentirá assim,nem quando comprava briga com qualquer em sua adolescência e voltava para casa todo machucado lhe deixava daquele jeito.Respirou fundo,e foi até o pequeno frigobar que havia em seu quarto,pegou uma pequena garrafa de uísque,destampo-a e foi até o banheiro,onde havia deixado a banheira enchendo para tomar um banho.Verificou se a água ainda estava quente,despiu-se e entrou na banheira.
Terminou de beber o uísque,ascendeu um cigarro e tornou a pensar em tudo aquilo que havia acontecido.Suas lágrimas secaram,não conseguia mais chorar,mas sua tristeza aumentava mais e mais.Apagou o cigarro,pensou no que Marie estava fazendo naquele instante,se estava ou não em outro hotel,se estava com o Morrison,se ele estava ou não cuidando dela,aquilo tudo desencadeava vários pensamentos em sua mente,até a morte,algo que Roger nunca pensou em toda a sua vida,apareceu em sua mente naquele instante,então mergulhou para dentro da banheira.
Roger passou 4 segundo apenas na apneia,mas viu que ainda não hora de morrer,a vida lhe dera outra chance de reconquista Marie.
***
-Aonde estou? - perguntou Marie,acordando assustada percebendo que não estava mais na festa com Jim Morrison.
-Você esta na minha casa - respondeu Jim na porta do quarto,tomando uma xicará de chá.
-Eu tenho que procurar um hotel pra ficar,Jim - disse Marie se levantando da cama onde estava dormindo.
-Não,você vai voltar para essa cama e voltar a dormir,são duas e meia da manhã e você precisa descansar - disse ele,recolando ela para dormir.
-Mas...- argumentou Marie.
-Mais nada - ele se deitou ela ao seu lado e ela aconchegou em seus braços,encostando sua cabeça em seu peito - amanhã vou te levar para conhecer Manhattan.Agora,feixe esses lindos olhinhos e durma um pouco.
Marie assentiu a cabeça e fechou seus olhos e pôs a ouvir os batimentos de coração dele e adormeceu,tendo sonhos com Roger.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Se eu me perco por aí

E eu me perderia todos os dias pelas frias e escuras ruas de São Paulo,tentando te encontrar a cada esquina,a cada rua em meio ao caos que a cidade sempre esta por conta do trânsito.Me perderia no meio de todos aqueles carros,motos e caminhões procurando você e seu sorriso na escuridão da cidade.

Te encontraria afinal,perdido numa praça vazia,sentado observando as folhas amontoadas,ainda sorrindo e me perguntando aonde eu estive todo aquele tempo,e a resposta seria tão simples quanto tudo,”Te procurando meu bem”.E depois de muitas e muitas outras perguntas,você me tiraria para dançar com somente o vento e as folhas como espectadores,com sob as luzes vindas dos postes a nos iluminar.

Depois de horas e horas perdidas,volto para casa com a sensação de que não foi somente mais um dia,mas de que hoje algo de inexplicável me ocorreu.

sábado, 13 de abril de 2013

A paz de estar em par com Deus

Acertei a hora do meu relógio,fazia meses que ele ainda estava no horário de verão,mostrei a ele que o verão tinha finalmente acabado e o outono tinha dado um “Olá” a minha vida.Organizei meus papéis,que a muito estavam desorganizados,numa pasta que minha mãe me comprou.Tirei o pó dos meus livros e limpei a estante.Organizei,depois de muito tempo tentando e nunca conseguindo,minha vida.

Mas por que só agora eu consegui tal façanha?Talvez seja que o vestíbular finalmente chegou,meus medos e dores de estômago aumentaram- e minha frustação também – e todas aquelas coisa que só o vestibular nos traz e muitas outras coisas também.

Mas agora e somente agora,eu consegui estar em paz comigo mesma,coisa que nunca consegui e tomara que  esta paz nunca acabe.

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Adeus

Eu disse adeus a todas aquelas coisas que me faziam bem,que deveria sempre estar ao meu lado e que eu deveria utilizar.Abandonei.Fiz uma pequena trouxa de roupas,peguei meu livros e fui embora.
Disse adeus a mim mesma naquele instante.
E agora estou viva.

terça-feira, 2 de abril de 2013

Pictures Of Lily - Capítulo 7

Marie observava Roger dormindo ao seu lado.Vê-lo dormir lhe trazia tanta alegria e calma,que lhe fazia esquecer-se de todos os problemas que enfrentava.
Ele parece um anjo,pensou ela,mas queria que ele estivesse acordado,queria tanto falar com ele...
Por um momento se sentiu angustiada,que seus pulmões se comprimissem e fizessem todo o seu corpo doesse e mal conseguia respirar,ela sentia que algo de ruim iria acontecer nessa viagem.Acalmou-se e olhou pela fresta do banco da frente e viu Keith e Nora trocando juras de amor eterno,olhou para trás e viu John e Anastacia dormindo,e finalmente olhou para o fundo e viu Pete e Felicity jogando animadamente Banco Imobiliário com o resto da comitiva que acompanhava o Who naquela pequena turnê do Who.Marie respirou fundo e olhou novamente para Roger,afagou seus cabelos e começou a observar o nascer do sol pela pequena janela do avião.
-Atenção senhores passageiros - anunciou o piloto - em breve desembarcaremos em Nova York,por sua gentileza coloquem seus cintos,Nova York nos aguarda.Aqui é da New York Arlines e lhes desejamos um bom dia.
Eram 6h30 da manhã.
***
Alice levantou a pequena placa pensando que a banda tinha desembarcado,mas foi somente um alarme falso,bocejou,o sono tomava conta de si,desejava incessantemente estar deitada em sua cama,enrolada nos braços quentes de seu namorado,Mike Nesmith. Limpou seus óculos e olhou para Belle que andava de um lado para outro,impaciente.
-Acalme-se! - disse Alice - eles já estão quase chegando!
-Não consigo!Estou louca pra vê-los! - respondeu Belle - você não sabe quanto tempo eu imaginei isso.
-Entendo - disse Alice em meio a um bocejo - mas por favor acalme-se,se meu chefe descobrir que eu te trouxe para cá,ele me mata.
Alice tirou seus óculos e limpo-o em sua camiseta,para tenta se manter acordada.
-Olhe Alice! - gritou Belle - eles chegaram!
-Aonde,não estou vendo - respondeu Alice tentando recolocar de volta seus óculos.
-Ali!Ali!Olhe - disse Belle apontando,mas Alice só vi algumas manchas borradas e embaçadas,soltou o braço de Belle,recolocou seus óculos e viu que o Who se aproximava,e levantou sua pequena plaquinha e Kit Lambert acenou em resposta
-Foi por pouco- sussurrou Alice a amiga.
-Bem rapazes - disse Kit Lambert - esta é Alice,ela é assistente do organizador do Singer Bowl,evento no qual,vocês rapazes tocarão hoje a noite.Sejam bons meninos e digam olá a ela e a sua amiga...?
-Belle - respondeu.
-Olá - disse os 4 e suas namorada em coro.
-Bem rapazes - disse Chris Stamp arrumando seu casaco - só arrumaremos algumas questões na alfandega e depois seguimos para...
E surgiram do nada,um pequeno grupo de 10 garotas,que aparatavam ter a idade de Anastacia,gritando histericamente "Oh meu Deus é o The Who","Pete eu amo você","Eu vou sequestrar vocês todos".Keith,Nora,Anastacia,John,Felicity e Marie conseguiram escapar do grupo,junto com Belle,que queria participar da histeria coletiva,mas Alice não deixou,alegando que se chefe brigaria que com ela se descobrisse que Belle tinha ido com ela.Chris Stamp,Alice e Kit Lambert ficaram,para tentar salvar,ainda com vida,Roger e Pete,que depois depois de terem perderem pedaços de seus cabelos e suas roupas serem rasgadas,chegaram com vida até o posto da alfandega,encontrando John e Keith dormindo no colo de suas respectivas namoradas e Marie e Felicity chorando com medo de perder suas amados.
Depois de suas situações no país,seguiram para o hotel  de táxi,que ficava em frente do Central Park para afim de descansarem um pouco.
***
Marie e Roger passaram o dia juntos.Logo que chegaram ao hotel,Marie persuadiu Roger a acompanhar John e Ana num pequeno passeio por Nova York.
Depois de caminharem por quase todo o Central Park,e algumas ruas envolta deste,Marie e Roger se despediram e voltaram para hotel,já que estavam cansados demais e queria passar um certo de juntos.Tomaram café da manhã,assistiram um pouco de desenhos animados na sala de estar do hotel,onde voltaram para o quarto e acabaram dormindo pelo resto do dia.
Quando acordaram,já passava das 15h00,amaram-se um pouco,viram outros programas a tarde e depois seguiram para o estádio,junto com o resto do grupo para o estádio do Singer Bowl,para ensaiar,para o show.
-Marie,esta acontecendo alguma coisa? - perguntou Roger tirando Marie de seus mais profundos pensamentos - você esta passando bem?
-Ãn? - perguntou ela - estou bem sim.
-Não esta não - respondeu ele,enquanto ela voltava a olhar a janela do táxi,tentando voltar a seus pensamentos.
-Estou um pouco ansiosa,só isso - respondeu ela.
-Então tudo bem - disse Roger.Ela não estava bem,ele sabia,dava para ver no olhar dela,ela realmente sentia que iria acontecer algo naquele show e não seria bom.

***
-Não acredito que aquele seja mesmo o Jim Morrison! - gritou Anastacia ao ver Jim se aproximando do camarim,onde o Who se preparava para o show.Nora saiu do sofá,onde estava sentada junto a Keith e correu para porta  - Ele esta vindo para cá!
-Olá gracinhas - disse Jim Morrison a Nora e Anastacia,que se derreteram todas,enquanto seus namorados ficaram boquiabertos e enciumados.
-Olá - disse as duas em coro.
-Então vocês são o The Who - disse ele,olhando de cima a baixo Pete - ouvi falar muito sobre vocês!Oh e soube que vão abrir meu show!
-O show do Doors - respondeu Pete - é claro.
-O Doors sou eu e alguma coisa - respondeu Jim com um sorriso travesso entre os lábios.
-Eles não vão gostar de saber disso - falou John num tom frio.
-Você não precisa se dar o trabalho de dizer isso a eles,meu querido - respondeu Jim - eles já sabem disso.Afinal,a minha banda e eu não somos,uns destruidores de instrumentos,que ao invés de tocarmos,destruímos tudo,só para não mostrar que não sabemos tocar.
-Ora seu! - disse Pete tentando estrangular Jim,mas Roger e John segura-no,enquanto Keith nada fazia.
-Porque não desconta sua raiva na sua guitarra - sugeriu Jim - ops,você não tem mais nenhuma!
Jim deu uma gargalhada alta e olhou para Marie,deu uma piscadela e depois se retirou.
-Nos vemos no palco - gritou ele ao sair.
***
Alice levou Marie,Nora,Anastacia e Felicity para um pequeno camarote,talvez um pouco longe do palco,mas esta foram ganharam de presente uma vista panorâmica do palco,sem precisar ficar no meio de uma multidão de garotas gritando por seus amados.
Marie ainda se sentia um pouco angustiada,estava um pouco assustada,mas não demonstrava na frente das garotas,pôs um sorriso falso nos lábios e esperou o show pacientemente começar.
Alice lhes dera um binóculo para cada uma,para que pudessem acompanhar o show,sem perder nenhum detalhe.
-Você viu a Belle? - perguntou Alice a Marie.
-Eu não a vi - respondeu Marie.E Alice se desesperou,se perguntando onde podia estar sua amiga.

***
Belle escapou dos cuidados de Alice e seguiu para os bastidores do show,e assistiu o show perto do palco.Enquanto assistia,percebeu que não era só ela que estava assistindo o show.
-Eles são demais! - disse uma garota - eu realmente amo esses caras!
-É,eu também - respondeu Belle um pouco insegura em falar com a estranha.
-Nem me apresentei,como sou esquecida - respondeu a garota - eu sou Lily,e você é?
-Belle - respondeu ela,estendeu sua mão e a cumprimentou.
-Então,o que esta achando do show? - perguntou Lily.
-Estou amando! - respondeu Belle com bastante entusiamos.
-Você já conheceu algum deles? - perguntou Lily.
-Oh sim! Eu conheci todos!Minha amiga me apresentou todos hoje de manhã! - respondeu Belle - ela trabalha na organização do show e foi designada para cuidar deles.
-Puxa,que legal! - disse Lily - você tem algum integrante favorito?
-O Roger - respondeu Belle um pouco envergonhada.
-Ah - respondeu Lily,com um sorriso entre os lábios,Que mera coincidência! pensou ela,ela também é apaixonada pelo Roger...acho que encontrei que pode acabar com o relacionamento com aquela sonsa que se acha a maior fofa. - eu gosto bastante dele,ele é bem legal!
-Eu queria poder beija-lo - falou Belle,enquanto se voltava para o show,liberando seus pensamentos mais íntimos - só uma vez,e eu não precisaria demais nada em minha vida.
-Então por que você não faz isso? - sugeriu Lily.
-Ele tem namorada - respondeu Belle num tom triste.
-Você pode ficar sim com ele - disse Lily a encorajando - você sabe como são os famosos,podem ter uma namorada fixa,mas sempre ficam com uma fã...
-Mas...ele tem namorada!
-Ninguém vai saber!Fique com ele no camarim dele,depois que o show terminar!Ninguém vai ver pode confiar em!
Belle exitou por um instante,aquilo seria errado,mas pelo menos iria beijar seu ídolo,então topou a empreitada.
***
-Meninas! O show esta quase acabando! - gritou Felicity,ao verem que eles anunciaram a última música da noite,My Generation - oh espere,Pete esta dedicando a essa música a quem?
-...e eu gostaria de dedicar essa música especialmente a uma pessoa que não acredita que nós não sabemos tocar!Um,dois,TRÊS! - começaram a tocar.
-Acho que vou encontrar Roger - disse Marie.
-Não vai ver a última música? - perguntou Nora.
-Não,eu já sei o que vai acontecer - respondeu Marie com o sorriso bobo e saiu daquele camarote e foi até os bastidores.
***
Depois de agradecerem,Roger foi o primeiro a sair do palco,não queria estar perto de Pete se caso este encontra-se com Jim Morrison,queria ver Marie e ver se ela estava bem e se aconchegar em seus braços,e cuidar um pouco dela.
Enquanto caminhava em direção a seu camarim,viu Lily de relance,conversando Ray Manzarek,tecladista do Doors,mas a ignorou por completo.Entrou em seu camarim,e encontrou Belle,andando de um lado para outro pensando alto.
-Olá - disse Roger.
-Er...Olá - respondeu Belle.
-Esta procurando Alice? - perguntou Roger pegando uma toalha e secando seu suor.
-S-sim - respondeu ela,ainda apreensiva - Roger,eu tenho uma coisa pra te contar.
-Sim,pode falar - disse ele,percebendo que a garota se aproximava.
-É que eu...- Belle foi se aproximando,mais e mais de Roger e o beijou.
-Olá amor - disse Marie aparecendo na porta do camarim. - não!Não!Não!Roger como você pode?! 
-Marie!Eu-eu não fiz nada - disse Roger empurrando Belle para longe de si - meu amor,foi ela!Pode acreditar!
-Acreditar em você seu canalha?! - disse Marie explodindo em lágrimas - eu quero mais é que você morra e suma da minha vida!
-Marie espere! - gritou Roger saindo de seu camarim e Belle o seguindo.
-O que esta acontecendo? - perguntou John,quando viu Marie correndo e chorando,e Roger a seguindo atrás,logo percebeu o que aconteceu.
-John me ajude! - disse Roger - aconteceu um mal entendido!
-Eu sei bem o que aconteceu Roger! - disse ele - você é um mesmo um canalha!
-Não!Não!Eu não beijei ela! - disse Roger a John - ela que me beijou!
-Quem beijou quem? - perguntou Keith.
-Roger beijou Belle na frente de Marie - respondeu John num tom seco.
-Como você pode Roger! - disse Keith - a Marie!Aquela mocinha,tão doce!Por uma que você mal conhece!
-É Roger!Como você podê?- perguntou Pete.
-Não foi culpa minha! - gritou ele,mas ninguém conseguiu ouvir,com o grito abafado que vinha do palco,o show do Doors havia começado.
***
Marie correu até não aguentar mais,e acabou encontrando um refúgio,no lado leste do palco,onde só havia alguns policias,algumas fãs gritando querendo ver Jim Morrison e alguns bancos vazios.Se sentou ali e começou a chorar ainda mais.
Por que,meu Deus? pensou ela,por que isso foi acontecer?Eu não posso acreditar!Eu o amava tanto!Por que isso foi ocorrer!Por que?Por que??
Marie abafava,mais e mais seu choro,para que ninguém percebesse o quanto chorava.Algumas expectadoras do show,passaram por ela e disseram que ela era mais outra fã maluca do Doors ou mais uma drogada que apareceram ali.Ela passou o show todo,chorando,com a cabeça encostada numa viga,pensando o exato por que daquilo tudo ter acontecido.
Foi então,que a última música foi a anunciada,The End e foi quando Morrison cantou um verso que mais teria sido feito ali,agora para ela.

-I'll never look into your eyes...again...Can you picture what will be?

Foi quando viu um tumulto se formar,e ver policias correndo para dentro do show e trazendo uma garota com a cabeça toda ensaguentada,e os integrantes da banda vindo correndo logo atrás.
-Alguém jogou de algum lugar,uma cadeira na cabeça dela - disse Ray a um cinegrafista que filmava o show.
-Ela só era mais uma espectadora - disse Jim limpando o sangue que saia da cabeça da garota - só estava lá para nos ver.
Depois que cinegrafista se foi,médicos chegaram e retiraram a jovem de maca,algumas fãs que estavam ali esperando Jim,se aglomeraram em sua volta e depois de muito empurra-empurra,três policias apareceram e as separam e esta foram levadas embora dali.
-E você,por que esta chorando? - perguntou Jim,ao ver Marie daquele jeito.Se sentou ao seu lado,pegou um pano limpo e limpou com cuidado suas lágrimas.- uma gracinha como você,não deveria chorar pelo aquele loiro daquela banda.
-Como você sabe? - perguntou ela surpresa.
-Eu vi tudo. - respondeu ele. - agora por favor,pare de chorar,venha comigo,vai ter uma festa,perto daqui e quero leva-la comigo.
-Mas eu...
-Sem mais,você precisa se acalmar - Jim se levantou,estendeu sua mão para Marie,esta segurou,se levantou e sorriu,e saiu caminhando junto a ele,com sua mão fria e gelada,entrelaçada a dele.


segunda-feira, 1 de abril de 2013

Canto do regresso à pátria

Minha terra tem palmares
Onde gorjeia o mar 
Os passarinhos daqui 
Não cantam como os de lá

Minha terra tem mais rosas 
E quase que mais amores 
Minha terra tem mais terra 

Ouro terra amor e rosas 
Eu quero tudo de lá
Não permita Deus que eu morra 
Sem que eu volte para lá 

Não permita Deus que eu morra 
Sem que volte para São Paulo
Sem que veja a rua 15
E o progresso de São Paulo

Oswald de Andrade .