sexta-feira, 29 de novembro de 2013

All Thing Must Pass.

George sorria,mas dentro de si sentia-se vazio.Estava rodeado de todos os seus familiares,mas sentia-se sozinho.Era domingo a noite,todos estavam reunidos na casa de sua mãe em Londres para o aniversário de seu pai e também seu último domingo de folga antes do período de festas de fim de ano,antes que ele entrasse em turnê.

Sentado ao lado de seu pai,fumando e discutindo sobre quem vencerá o GP de Formula 1 naquele dia e sobre sua vida como um Beatle.Seu pai sempre soubera que o filho queria largar aquela vida,porém este também sabia que o filho não seria capaz de abandonar aquilo que se comprometera fazer.

-Acho que você precisa de férias – disse o pai.

-Mas não posso tira-lás! – resmungou George um pouco estressado.

-George! – gritou sua mãe da cozinha. – Seu pai não tem culpa dos seus problemas!

-Eu sei mas… – respondeu George tentando controlar o açoite de sua língua,que parecia mais a de John do que a dele e sua raiva – não consigo ter mais um momento de paz!

-Acalme-se meu filho!Tudo passa!Inclusive todos os períodos de turbulência – George pensou que naquela hora,o velho estivesse certo,se ele esperasse mais um pouco,tudo aquilo poderia acabar,o ano,turnês,talvez os próprios Beatles também, e aquilo alcamou-o por um instante.

-Menos a sua fome George!Essa nunca passa! – gritou seu irmão,Harry,com a boca cheia de bolo que se aproximou de George e lhe deu um pequeno murro na sua cabeça.

-Ai! – respondeu George,enquanto todos riam daquilo.

***

-Ai que dor de cabeça! – disse George acabando de acordar, e afagando a parte de sua cabeça onde no sonho,seu irmão havia lhe dado o pequeno soco.

Ele se levantou,ainda afagando seus cabelos,calçou seus chinelos e foi em direção a cozinha,onde encontrou sua mulher,Pattie cozinhando o café da manhã.

-O que foi meu amor? – perguntou Pattie.

-Estou com uma forte dor de cabeça! – respondeu ele dando um beijo nela – Sonhei que estava numa festa de aniversário do meu pai e meu irmão começou com aquelas palhaçadas dele de me dar socos na minha cabeça!E eu e meu pai estavamos discutindo Formula 1 e também sobre o meu futuro dos Beatles e tudo mais.

- E o que mais meu bem? – perguntou Pattie.

-E meu pai me disse uma coisa até que interressante! – disse ele pegando uma xícara de café.

-O que ele disse? – perguntou Pattie também pegando uma xícara de café.

-Que nada vida tudo passa.

-Acho que me lembro agora,foi numa festa de aniversário do seu pai,que seu irmão falou que na vida tudo passa,menos a sua fome,não foi?

-Então era tudo verdade?Não foi só um sonho…

-Querido a gente tava meio chapado no dia!Foi por isso!

George e Pattie riram e sorriram.Poucas horas depois,sentado na varanda de sua casa,com seu violão e um pequeno caderno de anotações,George escreveu uma das mais belas canções de todos os tempos,All Things Must Pass,inspirada nessas pequenas lembranças cotidianas.

~como eu amo esse sorriso seu George <3 ~  

2 comentários:

Sinta-se a vontade para comentar.