quarta-feira, 19 de março de 2014

A minha primeira frustração

A minha primeira frustração da vida ocorreu quando eu tinha seis anos de idade,mas também foi a primeira vez que olhei para o espaço de uma forma diferente,e também a primeira vez que um livro me transformou por completo.
Na época,minha avó trabalhava na secretaria de uma escola perto de nossa casa e ela sempre ganhava livros e trazia para mim,e uma vez,numa tarde depois que eu voltei da escola,ela havia trazido um livro para mim ler,já que naquela época eu estava já lendo muito bem.
Fui para o meu quarto e comecei a ler um livro.
Ele contava a história de uma menina que tinha poucos amigos e uma imaginação muito grande,exatamente como eu,e seu maior sonho era de viajar para a Lua, e desbravar o espaço.E assim,ela entrava em seu guarda-roupa que virava sua nave espacial e viajava por todo o espaço,até chegar na Lua e viver por lá o resto de sua vida.
Durante anos na minha vida,eu brincava de ir a Lua dentro do meu guarda-roupa.Tinha descoberto ali o meu refúgio secreto,que eu poderia visitar sempre que eu desejasse.Foram bons tempos aqueles.Perdi o livro,entre uma mudança de casa outra mas guardei toda aquela maravilhosa história dentro de mim.Até ter uma aula de ciência,aos 8 anos,que mudou um pouco a minha vida.
A professora explicava sobre o sistema solar,dos movimentos da Terra e de como cada planeta possuía pra si um ou vários satélites.Eu achava tudo aquilo muito fascinante e quando ela abordou o tema da Lua,internamente eu acabei dando uma pequena surtada de tanta alegria,porque eu realmente amava aquele lugar e também achava que a Lua era planeta.
-A Lua é o satélite da Terra - disse ela.
-Satélite?Não professora! - respondi - A Lua é um planeta!
-Não a Lua não é um planeta!Ela é um satélite!Você esta enganada! - respondeu ela.
Tivemos uma pequena discussão no qual eu comecei a chorar e tentei comprovar para ela,em meio aos risos dos meus colegas de classe.Sem sucesso e de tanto chorar acabei indo parar na diretoria,sem sucesso novamente a diretora não acreditou que a Lua era planeta e que não acreditava que as pessoas poderiam viajar para Lua dentro do guarda-roupa delas.
-Como não?Se a menina do livro pode,por que eu não posso? - eu perguntei.
-Ora,nem tudo o que acontece nos livros pode acontecer! - ela respondeu. - E pare de chorar!Se um dia você quer ir realmente para Lua,não poderá ir chorando!
Cheguei em casa e contei tudo isso a minha mãe,ela realmente disse que a Lua era um satélite da Terra e não um planeta.Eu havia me frustrado por completo.
Mas guardei dentro de mim o que a diretora havia me dito,que eu ainda poderia ir para Lua,um dia.Mas não mais pelo guarda-roupa e sim numa nave espacial.
E para assim,tentar um dia encontrar o livro que se perdeu a tanto tempo no espaço e que acabou marcando a minha vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar.